27/02/2024 | 08:32:17 | 1435
Fechar Notícia Imprimir

Magistrada federal completa 25 anos de carreira

O pioneirismo está intimamente ligado à história profissional de Telma Maria Santos Machado. Ela foi, em 26 de fevereiro de 1999, segunda mulher a ingressar como magistrada na Justiça Federal em Sergipe (JFSE). Em 7 de janeiro de 2006, foi a primeira diretora do Foro da mesma instituição.

Titularizada em julho de 2004, ela completa 25 anos de magistratura em 2024. Desde 2007 ela está à frente da 1ª Vara Federal de Sergipe, mas antes foi juíza da 4ª Vara durante cinco anos. Possui uma extensa e variada carreira, sendo graduada em Ciências Biológicas, além do Direito. Possui pós-graduação em Direito Processual Público e mestrado em Filosofia.

Cargos

Versátil por natureza, Telma Maria Santos Machado já ocupou inúmeros cargos, todos eles com ingresso mediante concurso público. Foi professora de Biologia das redes municipal e estadual, auditora de tributos estaduais, promotora de Justiça e procuradora da República, em São Bernardo do Campo/SP. Há época do seu ingresso na magistratura federal, havia sido também aprovada no concurso de juíza de Direito do estado de Sergipe, mas decidiu renunciar à nomeação para o cargo.

Foi, inicialmente, lotada na Seção Judiciária de Alagoas, de onde pediu remoção para a Seção Judiciária de Sergipe no mesmo ano, 1999. Foi também membro do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE) e da Turma Recursal da JFSE, onde ocupou o cargo de presidente por quatro anos.

Mundo das letras

Mantém uma relação íntima com o mundo das letras, tendo publicado dezenas de artigos publicados, entre jurídicos e não jurídicos, em revistas, jornais e na internet. Já publicou seis livros, quatro de poesias, um de artigos compilados e outro sobre ciência e espiritualidade.

É membro da Academia de Letras Espíritas do estado de Sergipe (ALEESE), onde ocupa o cargo de Diretora de Estudos. Também está à frente da Comunicação da Associação Brasileira dos Magistrados Espíritas (Abrame).

Tem um artigo publicado nos Livros Empreendedoras da Lei em Sergipe e Empreendedoras da Lei Europa. Contribui, mensalmente, para a Revista Espiritualista Digital Atração. É, ainda, uma das coordenadoras acadêmicas da obra Magistradas: a Justiça na ótica delas, a ser lançado neste ano de 2024.

Calma e cordialidade

Esposa de Renato há 33 anos e mãe de dois filhos, Rebeca e Matheus, a dra. Telma, como é tratada no ambiente de trabalho, é conhecida por duas de suas principais características: a calma e a cordialidade.

Diretor de Secretaria da 1ª Vara desde 2016, João Bosco Carvalho conta que trabalhar ao lado da magistrada é muito fácil. “Dra. Telma é uma pessoa tranquila, simples e de extraordinária cordialidade com os servidores, advogados, procuradores e partes. Seu comprometimento, sua competência e dedicação ao trabalho, especialmente o zelo com a coisa pública, e o profundo conhecimento das matérias ambientais, são simplesmente admiráveis”, declara o servidor.

Assessora da 1ª Vara há quase 20 anos, Lívia Resende de Oliveira Fontes ressalta o extenso leque de habilidades da juíza. “Há 25 anos, a magistratura federal ganhou uma juíza que, além de seu notável conhecimento jurídico, tem a leveza da poetisa, o saber da bióloga e a sensibilidade da espírita. Dra. Telma é dedicada, honesta e cuidadosa não só com às causas que lhes são postas, mas também com seus servidores”, garante.

Admiração dos colegas

Seu colega de magistratura desde que ingressou na JFSE, o juiz federal Edmilson Pimenta não poderia deixar de dar um depoimento sobre a magistrada. “Falar de Telma Maria Santos Machado, amiga, colega, poeta e juíza federal, além de mãe exemplar, reclama muito espaço e tempo”, relata.

O magistrado ressalta o elevado espírito público com que exerce a jurisdição, caracterizada por invejável sensibilidade humana e social, além de eficiência e celeridade processuais. “Registro, também, a forma educada, cortês e gentil com que ela trata a todos, sejam colegas, membros das carreiras jurídicas, servidores e partes. Parabéns, Telma. Você é um exemplo de inspiração a ser seguido pelas novas gerações”, afirma.

A também magistrada Lidiane Vieira Bomfim, diretora do Foro e juíza titular da 5ª Vara Federal de Sergipe - Juizado Especial Federal (JEF), também destacou as variadas habilidades da colega. “A trajetória de dra. Telma ilustra como a integração de qualidades aparentemente opostas - juíza e poetisa - pode levar a uma prática jurídica mais humanizada”, declara.